Warning: Use of undefined constant USERID - assumed 'USERID' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/alfatome/public_html/alfa-wrapper.php on line 12
conteudo PORTUGUES

conteudo PORTUGUES

Alfatomega.com

inhalt001

Search in all of ALFATOMEGA.COM
 
 X—TENDED

welcome to ALFATOMEGA --> use CTR + F for FIND !!!///

authentico.planetaclix.pt

authenticamigos.planetaclix.pt

authentico-historia.planetaclix.pt

01_Freitas do Amaral>>>http://www.guerranao.com

_A_O_inzoome_search_

<-3 Mgb

Themes >

<-2.8 Mgb

_a_O_a_search_patch

12 MgB

*)A EDUCAÇÃO DOS CÃES…E....DOS DONOS..........! -------------->..? <-----

28.Mar.2003 No Sul do Iraque Equipa da RTP detida e agredida por tropas norte-americanas

- - 19:18:31
Tropas norte-americanas destacadas no Sul do Iraque detiveram e agrediram na terça-feira os jornalistas da RTP Luís Castro e Víctor Silva, juntamente com dois colegas israelitas, sob a acusação de espionagem, informou hoje fonte da televisão pública portuguesa.

Segundo o director de informação da RTP, José Rodrigues dos Santos, os dois profissionais portugueses já estão agora em liberdade no Kuwait.

A equipa portuguesa entrou domingo no Iraque, num jipe rumo à linha da frente, e chegou terça-feira de manhã a Karbala, de onde foi expulsa por militares norte-americanos por estar acompanhada de dois repórteres israelitas não devidamente acreditados.

Para não abandonar os colegas, a equipa portuguesa seguiu com estes no jipe para Najaf, a norte de Bassorá (Sul do país), pernoitando junto aos tanques das tropas dos Estados Unidos.

"Quando acordaram, estavam rodeados de polícias militares que lhes apontavam metralhadoras", relatou Rodrigues dos Santos, acrescentando que Luís Castro foi pontapeado e Víctor Silva também sofreu agressões. Os dois foram depois fechados num jipe durante 36 horas.

Acusados de espionagem, não foram autorizados a comunicar com ninguém, até que um oficial se apercebeu da situação e os libertou.

A equipa foi posteriormente transportada para o Kuwait, onde recebeu assistência médica. Apesar das agressões, a saúde dos dois jornalistas não inspira cuidados.

Inquérito em curso

As autoridades norte-americanas apresentaram desculpas pelo incidente e indicaram que vão fazer um inquérito para esclarecer a situação.

O incidente foi noticiado pela agência United Press International, que identifica os jornalistas israelitas como Dan Scemama, do Canal Um da televisão de Israel, e Boaz Bismuth, do jornal "Yedioth Aharonoth". Sceman explicou que não lhe deram acreditação por representar a televisão israelita.

A direcção de informação da Radiotelevisão Portuguesa, que só soube dos factos hoje de madrugada, não deu a notícia do desaparecimento dos dois jornalistas para não alarmar as respectivas famílias.

O incidente já mereceu o repúdio do Sindicato e da Federação Internacional dos Jornalistas, que vão pedir explicações às autoridades norte-americanas e exigir "um inquérito exaustivo sobre mais este grave atentado à integridade física dos jornalistas e à liberdade de informação".

Em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas insurge-se contra o facto de os jornalistas terem estado detidos e proibidos de comunicar com quem quer que fosse — incluindo as famílias e a RTP —, sobretudo tendo em conta que "necessitavam de assistência médica que só tardiamente lhes foi prestada".


Washington acusa empresa russa de ajudar o Iraque AFP/Marinha dos EUA

Os sinais enviados por satélite para conduzir bombas teleguiadas e equipamento militar poderão a estar a sofrer interferências

(23/03 | 18:05)
Os Estados Unidos sustentam que técnicos russos poderão estar a ajudar o Iraque a interferir com os sinais enviados por satélite essenciais para conduzir as bombas teleguiadas e equipamento militar norte-americano e britânico, avançou hoje um alto responsável de Washington à AFP, sob anonimato. A empresa alegadamente envolvida no caso nega as acusações.
O responsável indica que o sistema em causa é "complexo, havendo provas de que técnicos russos estão tentar ajudar os iraquianos a utilizá-lo".A empresa russa Aviakonversiïa, à qual pertencem alegadamente os técnicos russos, já veio desmentir as acusações de Washigton, garantindo não estar envolvida nem na venda nem na ajuda a tropas iraquianas na adulteração de sistemas electrónicos de uso militar."Não vendemos nada ao Iraque. Nos últimos quatro anos, o Iraque enviou-nos representantes. Vieram pelo menos 15 vezes, tivemos conversações, promessas de transferência de fundos, depois partiram e nunca mais os vimos, não compraram nada", explicou o director da empresa, Oleg Antonov.Nas suas acusações, os Estados Unidos não identificam a empresa que alegadamente terá emprestado funcionários russos ao iraquianos, mas o jornal "Washington Post" avança o nome da Aviakonversiïa como tendo fornecido equipamentos de interferência electrónica que podem tornar inoperante o sistema de posicionamento global, utilizado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos.Apesar de negar a venda ao Iraque de tal equipamento, Oleg Antonov admite que a empresa a que preside produz material com capacidade para interferir com comunicações a uma distância de até 200 quilómetros, consoante as condições meteorológicas no momento."Já disse aos norte-americanos e à nossa presidência que o Iraque terá fabricado material de adulteração sozinho ou talvez com a ajuda da Jugoslávia", continuou o responsável."Não temos pessoal no Iraque, Não enviámos representantes para lá", sublinhou Antonov, referindo que representantes das forças norte-americanas adquiriram emissores de sinais nos últimos quatro anos.Source : CLIX



Bagdad: bombardeamentos atingem uma das universidades mais antigas do mundo



Karim Sah/AP





O edifício foi atingido durante um ataque da tarde



(23/03 | 18:13)
A Universidade Mustansiriya, de Bagdad, uma das mais famosas do mundo, foi atingida hoje por um ataque aéreo que provocou uma enorme cratera junto à entrada e quebrou todas as janelas do edifício, adiantam testemunhas.
O correspondente da Reuters em Bagdad, Hassan Hafidh, relata que a Universidade Mustansiriya – uma das mais antigas escolas do mundo árabe, criada no século XIII – foi atingida cerca das 15h00 locais (12h00 em Lisboa), durante um dos bombardeamentos que a aviação britânico-americana tem vindo a fazer 24 sobre 24 horas.Segundo o jornalista, na altura do ataque não decorriam aulas na universidade, já que o edifício, como a maioria dos estabelecimentos da capital, é encerrado sempre que as sirenes de alerta soam na cidade.A mesma fonte adianta que três pessoas que se encontravam na rua foram atingidas pelos estilhaços da explosão, que provocou uma cratera com cerca de três metros de diâmetro na entrada da universidade e destruiu as montras das lojas em redor.Vários habitantes que se juntaram para observar os danos provocados na zona questionavam-se sobre a razão que levou a coligação a atacar a universidade. “Não há aqui qualquer actividade militar. Por que é que atacaram isto?”, perguntava Shafiq Abbas, um comerciante que mora nas imediações.Já depois do pôr do Sol, voltaram a ouvir-se várias explosões na capital, antecedidas de disparos de antiaéreas, mas não foi possível identificar os alvos atingidos.Source : CLIX



Citações

"Os EUA são a única democracia do mundo em que a extrema-direita governa." Freitas do Amaral, in Visão, 2002-09-05

------------------------------------

Freitas do Amaral, in

Do 11 de Setembro à Crise do Iraque

"Gosto de pensar que eventualmente as pessoas irão fazer mais pela paz do que os governos. Na verdade, penso que as pessoas desejam a paz de tal forma que um destes dias os governos farão melhor em sair do caminho e deixar as pessoas tê-la."
Presidente Americano

Dwight Eisenhower, via Quotes for Peace

"
Quando vos vierem falar de guerra preventiva, digam-lhes para a irem combater.

Após a minha experiência,

acabei por detestar as guerras.

As guerras não resolvem nada."
Presidente Americano

Dwight Eisenhower, via Quotes for Peace

"
Todos nós temos ouvido a expressão

'guerra preventiva'

desde os primeiros dias de Hitler.

Lembro-me de ter ouvido

a expressão pela primeira vez nesses tempos.

Neste dia e hora não acredito que exista tal coisa;

e, francamente,

não levaria a sério

nenhuma pessoa

que usasse essa expressão."
Presidente Americano
Dwight Eisenhower (1953), via Ian Boyne in The Dangerous Bush Doctrine

"
Alguns de vós irão morrer, mas é um sacrifício que estou disposto a fazer."
Lord Farquaad, in
Shrek

MAIS EM LINGUA PORTUGUESA>

CONTEUDO>>